Da Teoria à prática: universitários participam do Projeto Bioágua Familiar

Solange_Mayara_coleta_amostra_agua1

Um problema recorrente no meio universitário é a dificuldade de o estudante aplicar na prática ao longo dos anos de graduação os conhecimentos adquiridos no meio acadêmico. Essa é uma dificuldade que a maioria dos alunos da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA) não enfrentam, uma vez que é comum que a Universidade forme parcerias para que seus estudantes estejam envolvidos em projetos que beneficiam a sociedade. Uma dessas parcerias é realizada com o Projeto Bioágua Familiar, na qual estudantes, pesquisadores, técnicos e agricultores estão unidos em prol do mesmo objetivo: aumentar a quantidade de água disponível para irrigação de cultivos familiares através do reuso de água cinza.

Solange_coleta_amostra_agua1

Professora Solange Dombroski realiza coleta de água

“A participação da UFERSA no projeto está contribuindo para a construção de uma experiência de reuso de água cinza para produção de alimentos em escala familiar. Por um lado, o reuso de água envolve riscos, por outro, é possível se promover o reuso de água de forma segura, requerendo para isso, planejamento e controle adequados”, explica Solange Dombroski, professora do Departamento de Ciências Ambientais e Tecnológicas da UFERSA.

Estudante Emanoela realiza análise física de amostras de solo

Estudante Emanoela realiza análise física de amostras de solo

“O Projeto Bioágua Familiar é uma perspectiva de futuro, pois seu principal objetivo é o reuso de água, que na nossa região é um assunto crítico, devido à escassez hídrica e a distribuição inadequada da água. A população sofre no período de seca principalmente nas zonas rurais e o reuso de água seria a alternativa para minimizar esse problema”, comenta a estudante de Engenharia Agrícola e Ambiental Emanoela Magna da Cunha, que participa do projeto desde novembro de 2014.

Atualmente quatro estudantes estão vinculados ao projeto, das áreas de engenharia civil, engenharia agrícola e ambiental, e ciência e tecnologia. Os alunos realizam a execução das muitas atividades de campo (coleta de amostras de água e de solo) e de análise laboratorial (de amostras de solo e de água); além de terem um papel fundamental na tabulação dos dados de determinações laboratoriais e cálculo dos resultados.

 “As atividades realizadas foram de grande valia para o enriquecimento dos meus conhecimentos. Porém, a maior importância da participação no projeto é poder ver de pertinho a academia trazendo benefícios ao agricultor familiar no semiárido do Rio Grande do Norte. Estar em contato direto com esse povo humilde e muito rico em conhecimentos tornou válido todo o trabalho desenvolvido”, destaca a estudante de engenharia civil Amanda Bezerra de Souza, que participou do projeto entre outubro de 2013 e fevereiro de 2015.

Estudantes realizam coleta de amostra de água

Estudantes realizam coleta de amostra de solo

O envolvimento da UFERSA com o Bioágua Familiar é antigo. O desenvolvimento dessa tecnologia de reuso de água cinza para produção de alimentos em escala familiar está sendo realizado desde 2009, no Território do Sertão do Apodi (RN), resultado de parceria entre o Projeto Dom Helder Camara (SDT/MDA – FIDA/GEF), a UFERSA e a Organização não Governamental Assessoria, Consultoria e Capacitação Técnica Orientada Sustentável (ATOS); e posterior patrocínio do Programa Petrobras Socioambiental.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s